O que é um mood board?

O que é um mood board?

Vamos simular um projeto de criação de identidade visual: o cliente procura o designer, ele passa o orçamento, é aprovado e segue para a etapa seguinte, o briefing. Depois de preenchido, hora de o profissional buscar idéias, referências, estilo de tipografia, texturas etc. Com tudo reunido, chega o momento da criação do mood board.

Hã?! O que é um mood board? Já vi várias traduções para este termo: painel semântico, quadro de inspirações, painel do humor. Todos eles significam um único propósito, um quadro de emoções, um painel que mostrará, previamente, a atmosfera do projeto.

Um quadro 100% visual é muito mais efetivo do que tentar conceituar com termos técnicos, complicados para a percepção do cliente.

Algo como “a marca apresenta tons de marsala aplicados sobre um background com variação duotone”. Hã?! (de novo)

O mood board precisa estar em sintonia com o propósito do negócio do cliente, se destacar do mercado concorrente e agradar ao público-alvo. É fácil de a gente se empolgar e captar muitas referências, mas lembre-se de se ater ao briefing. Nunca se esqueça dele!

moodboard

Se você é um possível cliente, pode até montar um (através de recortes de revista ou de imagens que gostou na internet) e mostrar ao designer, caso tenha uma idéia mais definida para o seu novo empreendimento. E se você for um designer, seja gráfico, de moda ou interiores, não perca a oportunidade de, na sua apresentação, mostrar ao cliente como foram geradas as suas referências. Ajuda muito no entendimento do conceito da sua marca.
Sem comentários

Faça um comentário